Receba nossas atualizações por email
» Trabalho remoto » Equipes precisam de confiança para serem bem-sucedidas!

Você já fez parte de uma equipe incrível? Nessa equipe, você pode ser você mesmo, o que significa que você pode falar aberta e honestamente, admitir quando não sabe a resposta e se sentir à vontade para pedir ajuda. Os membros dessa equipe se certificaram de que você sabia que eles estavam ali para lhe ajudar em todas as situações e o encorajou a ser o seu melhor.

Você já fez parte de uma equipe que foi um pesadelo para trabalhar? Essa equipe contestou constantemente todas as suas ações e decisões, erros nunca foram aceitos ou reconhecidos e obter apoio para tentar algo novo parecia impossível. Esses membros da equipe também falharam repetidamente em cumprir sua palavra para você e agiram apenas quando era conveniente para eles.

Começar, crescer e administrar uma consultoria de tecnologia tem sido uma das jornadas mais desafiadoras e recompensadoras até o momento. Trabalhamos humildemente com centenas de novas pessoas de mais de 30 empresas, em diferentes setores. Ao longo dessa jornada, percebemos que havia um traço que era crucial para atingir o chão e trabalhar produtivamente com novos rostos em ambientes de ritmo acelerado. Esse traço era confiança.

A confiança leva à acessibilidade e a comunicações abertasScott Weiss

A confiança é um traço necessário para relacionamentos saudáveis e fortes em nossas vidas pessoais e no local de trabalho. Em muitas organizações hoje em dia, a confiança é frequentemente negligenciada e raramente mencionada. Sua perda leva a um colapso na comunicação, que muitas vezes resulta em falhas de projeto. Das vários retrospectivas que foram realizadas com as equipes de nossos clientes, a área mais freqüente destacada para melhoria foi a comunicação. De fato, foi o tópico mais freqüente e repetido.

De acordo com um relatório de Holmes, o custo da comunicação deficiente é de US $ 37 bilhões

As falhas são amplamente influenciadas por uma quebra na comunicação. De acordo com um relatório de Holmes, o custo da má comunicação atingiu impressionantes US $ 37 bilhões. O mesmo relatório também estimou que as barreiras de comunicação custam à organização média US $ 62,4 milhões por ano em produtividade perdida.

Neste artigo, vamos explorar como é a confiança em uma equipe e como podemos construí-la e fortalecê-la. Também abordaremos maneiras de recuperar a confiança no caso infeliz de perda de confiança. Afinal, a confiança aumenta a inovação, alimenta a criatividade e acelera a produtividade entre as equipes.

O que é confiança?

Equipe com as mãos juntas

Confiança é sentir-se protegido sobre suas decisões e confiar ou depositar confiança em alguém ou em algo. Confiança pode ser entendida como “um estado psicológico que se caracteriza pela intenção de aceitar a vulnerabilidade, com base em crenças otimistas a respeito das intenções do outro”. Pode também ser entendida como a crença na probidade moral, na sinceridade de alguém.

Stephen Covey, autor de Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes, disse o seguinte sobre confiança:

Confiança é a cola da vida. É o ingrediente mais essencial na comunicação eficaz. É o princípio fundamental que mantém todos os relacionamentos.

A confiança é um traço multifacetado. É necessário para algo tão simples como atravessar a rua, pois você corre o risco de ser atropelado por um carro. Permanecer seguro pode envolver você confiando que o motorista verá você e diminuirá a velocidade para permitir que você passe. A confiança também pode ser em grande parte complexa, como mobilizar centenas de funcionários no local de trabalho para trabalhar juntos de forma eficaz. Confie em uma equipe para que os indivíduos possam contar uns com os outros e liberar a capacidade cognitiva para se concentrar no problema que está sendo resolvido ou na tarefa crítica em mãos.

Com o que a confiança se parece?

  • Integridade
  • Lealdade para com o outro, família, amigos, equipe e empresa;
  • Ter a habilidade, especificamente talento e habilidades, para realizar o que você prometeu;
  • Confiabilidade – Mantendo sua palavra para que os outros possam contar com você e vice-versa;
  • Discrição – Saber quando compartilhar informações com base no que você prometeu a alguém; manter um segredo quando solicitado, honrando a privacidade de alguém;
  • Desacordos – Debates saudáveis dentro de uma equipe e conflitos que resultam em resoluções satisfatórias em vez de animosidade de conflitos acalorados.

Em última análise, confiança significa que as pessoas se sentem seguras para se sentirem vulneráveis.

Agora que temos uma compreensão do que é a confiança e como é, como a construímos?

Como construir confiança?

Como muitas coisas na vida, a confiança é um esforço constante. Não é um simples ✔️em uma tarefa sem mais esforço necessário. Construir confiança leva tempo. Durante algum tempo, podemos aprender sobre os objetivos, interesses, valores, percepções e motivos da outra pessoa. Esse aprendizado cria uma base de relacionamento e ajuda a construir confiança, porque conhecemos a outra pessoa.

A confiança leva anos para ser construída, segundos para ser quebrada e para sempre para ser consertada.

Muitas organizações com as quais trabalhamos tinham eventos regulares de equipe e empresa que aconteciam fora do local de trabalho, como boliche, bares, etc. Esses eventos proporcionaram uma oportunidade para as equipes aprenderem mais sobre as outras em um nível pessoal, onde compartilham experiências comuns, interesses comuns e reações similares em situações comuns. Essencialmente, eles estão praticando a comunicação entre os membros da equipe de diferentes formas. Como resultado, essas atividades aumentaram a confiança, o que levou a melhorias na comunicação, colaboração e produtividade no local de trabalho.

Emoções também podem ajudar a construir confiança. Por exemplo, gratidão e confiança constroem confiança, a vergonha e a raiva a enfraquecem. A partir da nossa experiência de trabalho com clientes novos e existentes, foi essencial incentivar emoções positivas ou neutras para que pudéssemos ter debates saudáveis e conversas construtivas com as partes interessadas e a gerência sênior. Isso nos permitiu focar no problema em questão, em vez de nos distrairmos com emoções elevadas.

Aqui estão alguns princípios que você pode achar útil para o desenvolvimento e manutenção contínuos da confiança no local de trabalho (ou em sua vida pessoal).

10 maneiras de desenvolver e manter a confiança

  1. Seja transparente, colaborativo e aberto;
  2. Ter conflitos construtivos e produtivos;
  3. Demonstrar vulnerabilidade – mostrando empatia para com os membros da equipe;
  4. Ouça ativamente e atentamente – esteja presente e procure explicitamente entender enquanto permanece aberto a novas perspectivas;
  5. Seja confiável, consistente e responsável;
  6. “Ande a conversa” – siga através de suas ações; alcançar resultados;
  7. Compartilhe o conhecimento da mesma forma que você espera que o conhecimento seja compartilhado com você;
  8. Seja genuinamente empático – constrói rapport e comunicação eficaz;
  9. Seja respeitoso com os outros;
  10. Seja sincero – isso mostra que você se imp rta e pode ser direto de uma maneira respeitosa.

A confiança é necessária para promover o alto desempenho em uma organização, gerando resultados bem-sucedidos de uma equipe e liderando equipes de maneira eficaz. Uma vez estabelecida, honrá-la torna-se vital para a continuação de um relacionamento forte.

Como recuperar a confiança se ela for perdida

Imagine que você é um engenheiro de software líder, que recentemente perdeu a confiança de seu gerente de produto. Algumas semanas depois, você tem uma ótima ideia para uma abordagem técnica que economizará tempo e dinheiro para um projeto. Mas, como o recente incidente que comprometeu a confiança do seu gerente de produto em você, agora você está tendo mais dificuldade em convencer o gerente de produto a seguir o caminho recomendado. O que você pode fazer para recuperar a confiança do gerente de produto em você? Como você mostra ao seu gerente de produto que você pode voltar a ser confiável e suas ações refletirão suas palavras?

Quando a confiança é perdida, o relacionamento sofre e tomar decisões se torna mais desafiador. Há maior incerteza sobre saber se você tem o apoio do seu gerente e/ou membros da equipe. Se não houver confiança dentro de uma equipe, podemos realmente chamá-la de equipe? A confiança é a base de um relacionamento eficaz e saudável dentro de uma equipe. E a boa notícia é que a confiança pode ser reconstruída, se feita corretamente.

Segundo a Wikipedia, uma equipe é um grupo de indivíduos trabalhando juntos para atingir seu objetivo. Stephen R. Covey disse:

Sem confiança, não colaboramos de verdade; nós simplesmente coordenamos ou, na melhor das hipóteses, cooperamos. É a confiança que transforma um grupo de pessoas em uma equipe.

O desenvolvimento de software é inatamente um grande exercício de resolução de problemas. A verdadeira colaboração entre um grupo de pessoas é necessária para superar desafios, administrar a incerteza e inovar de forma aventureira.

Da mesma forma que a confiança não é obtida imediatamente, a recompensa leva tempo. Mais frequentemente do que não, vai demorar ainda mais tempo. Tomar as medidas certas depois de quebrar a confiança pode ajudar a reparar a que foi perdida. Às vezes, pode até melhorar um relacionamento. Aqui estão algumas dicas sobre como reconquistar a confiança.

6 maneiras de começar a reconstruir a confiança

  1. Reconhecer abertamente a área de desconfiança e estabelecer salvaguardas;
  2. Peça desculpas genuinamente em tempo hábil;
  3. Aceite a responsabilidade;
  4. Negocie comportamentos esperados – por exemplo. concordar e evitar os comportamentos que levaram à desconfiança;
  5. Tenha uma conversa construtiva e ouça ativamente – por exemplo. fazer contato visual com a outra pessoa, reformular pontos principais, etc;
  6. Ações mostram mais que palavras – ex. seja confiável, assuma responsabilidade extra, seja você mesmo e mostre sua gratidão.

Lembre-se de ser paciente e trabalhar em conjunto com a parte com a qual você está reconstruindo a confiança. Também pode ser um processo emocional, por isso certifique-se de reconhecer as emoções da outra pessoa e estar preparado para vários resultados. Mais importante ainda, seja sempre sincero se você fosse o “agressor”.

Artigo originalmente publicado no Medium da Amanda Woo e traduzido e adaptado por aqui.

Guga Alves

Já fui empregado (CLT e PJ, em empresa tradicional, ecommerce e em startups), freelancer e dono de empresa, estagiário em empresa pública e durante esse caminho me formei em TI e fiz pós graduação em Marketing Digital... passei por todas as formas de trabalho que eram possíveis para minha área, inclusive por uma das maiores empresas com equipe 100% distribuído pelo do mundo, a Automattic / WordPress.com.

Vivendo os benefícios do trabalho remoto, me dedico por aqui a ajudar pessoas que querem melhorar sua organização e produtividade para conseguirem uma melhor performance, qualidade de vida, e quem sabe um trabalho remoto também :)

Artigos do autor

2 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Acho que o fator chave da confiança está mais em confiar do que em ser confiável, mais especificamente está na liderança do grupo confiar nele tanto como grupo quanto em cada pessoa que o compõe.

    É da minha natureza confiar nas pessoas que trabalham comigo ou para mim e percebi que isso foi crucial para elas quererem ser confiáveis, porque se um lado quer receber confiança, mas sente que tem que se desdobrar para conquistá-la, forma-se uma relação perversa.

    Seu post me lembrou de um que escrevi faz um tempinho comentando blockchain:
    https://www.memedecarbono.com.br/memes/a-historia-da-confianca-e-o-novo-paradigma/

  • “A confiança leva anos para ser construída, segundos para ser quebrada e para sempre para ser consertada.” Caramba essa frase é forte mesmo. Realmente essa reflexão é bem importante, a boa comunicação é baseada na confiança. Nunca tinha lido essa ideia colocada assim dessa maneira, mas faz total sentido. Para a comunicação fluir os interlocutores precisam ter confiança que a informação passada é precisa. Se você não confia no seu interlocutor, não acredita no que ele diz, não vai conseguir abordar as questões da melhor maneira… Se seu interlocutor não confia em você, talvez ele não seja totalmente transparente ao te passar uma informação, talvez esconda dados importantes. “Colapso na comunicação” como diz o texto.