Receba nossas atualizações por email
» Trabalho remoto » Trabalhar remotamente requer mudança cultural
CEO da startup totalmente remota GitLab diz que está recebendo perguntas dos clientes sobre como estabelecer programas eficazes de trabalho em casa

A pandemia de coronavírus destacou o trabalho remoto e as tecnologias de colaboração, já que as empresas em todo o mundo incentivam suas equipe a trabalhar de casa, em um esforço para evitar aglomerações e assim reduzir os riscos. Mas agora que os laptops foram adquiridos e o software de videoconferência foi baixado, o que vem a seguir?

Especialistas dizem que a mudança para o trabalho remoto requer não apenas novas tecnologias, mas um conjunto de processos que aproveitam as ferramentas atuais para oferecer o mesmo nível de colaboração que os trabalhadores domésticos anteriormente vivenciados no escritório.

“Muitas empresas enfrentam dificuldades para incorporar esse tipo de cultura de maneira rápida, que as ajudará a superar algumas das realidades em torno do coronavírus”, disse Andrew Hewitt, analista da Forrester Research Inc.

Os diretores de informação estão bem posicionados para criar e nutrir uma nova cultura de trabalho remoto que pode durar mais que a mudança de emergência para trabalhar em casa devido ao surto de coronavírus.

“Acreditamos que podemos sair disso com uma maneira mais forte de trabalhar globalmente”, disse Colleen Berube, CIO (Chief Information Officer, ou Diretor de TI em português) da Zendesk Inc.

A empresa de software de atendimento ao cliente implementou recentemente uma política obrigatória de trabalho de casa para seus colaboradores, cerca de 3.500 em mais de 25 países.

Como parte da mudança para o que poderia eventualmente se tornar uma cultura de trabalho remoto mais permanente, Colleen implantou na semana passada um novo processo de integração virtual para novos funcionários por videoconferência e complementou o processo de suporte de TI com novas ferramentas de autoatendimento para solucionar problemas técnicos.

“Os CIOs podem ter mais sucesso durante esse período, aproveitando a oportunidade de incutir novas práticas de trabalho para o trabalho remoto”, disse ela.

A GitLab Inc, uma startup de desenvolvimento de software com mais de 1.200 funcionários em 67 países, possui uma política de trabalho remoto desde o início e não possui sede oficial. Todo mundo trabalha em casa, incluindo o executivo-chefe. Desde o surto, o CEO Sid Sijbrandij tem respondido a perguntas de muitos de seus clientes sobre o estabelecimento de configurações eficazes de trabalho remoto.

“O primeiro passo [para se tornar remoto] é entender que nem todo processo físico precisa de um processo virtual igual. Por exemplo, nem toda reunião pessoal se traduz em uma reunião virtual ”, afirmou.

Os CIOs estão preparados para servir para liderar a transição, disse ele.

”Esta é uma grande oportunidade para os CIOs tornarem as empresas mais eficientes. Se você pode levar uma empresa a um ponto em que as pessoas são igualmente eficazes quando trabalham em casa, você dá aos membros da sua equipe muito mais liberdade e cria muito mais oportunidades ”, disse Sijbrandij.

“Saltando de sua mesa na empresa para o escritório em casa ou trabalhando de qualquer outro lugar, existem aceleradores culturais que entram em cena. É preciso haver alguma orientação, modelagem e aceitação ”, disse Wayne Kurtzman, diretor de pesquisa da International Data Corp.

Não se trata apenas de trabalhar em casa, mas da natureza desse trabalho. A qualidade e o calibre da colaboração e do trabalho em equipe podem mudar quando o trabalho é feito remotamente, disse Ted Ross, CIO de Los Angeles.

Alguns funcionários, como os de TI, vão trabalhar remotamente, mas alguns terão dificuldades, disse ele. Para eles, os líderes de TI podem precisar fornecer o que Ross chama de serviço de luvas brancas, uma combinação de help desk remoto, suporte por email e telefone.

Na Automattic Inc., empresa do serviço de sites WordPress.com, a maioria de seus 1.200 funcionários em mais de 70 países trabalha remotamente, embora alguns ainda vão para um escritório em Nova York (equipe do antigo Tumblr).

O presidente-executivo Matt Mullenweg disse que a Automattic incentiva os funcionários a praticar o trabalho de casa. “Isso permite que as pessoas desenvolvam a empatia e o conhecimento de como trabalhar em casa ou onde quer que trabalhem”, disse ele.

Fonte: artigo originalmente publicado no The Wall Street Journal

Guga Alves

Já fui empregado (CLT e PJ, em empresa tradicional, ecommerce e em startups), freelancer e dono de empresa, estagiário em empresa pública e durante esse caminho me formei em TI e fiz pós graduação em Marketing Digital... passei por todas as formas de trabalho que eram possíveis para minha área, inclusive por uma das maiores empresas com equipe 100% distribuído pelo do mundo, a Automattic / WordPress.com.

Vivendo os benefícios do trabalho remoto, me dedico por aqui a ajudar pessoas que querem melhorar sua organização e produtividade para conseguirem uma melhor performance, qualidade de vida, e quem sabe um trabalho remoto também :)

Artigos do autor

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *